Governo lança produtos do jornal Nô Pintcha para mundo eletrónico

O Governo, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) procedeu hoje ao lançamento do processo de migração do arquivo físico do jornal Nô Pintcha para digital.

A cerimónia do início da digitalização dos arquivos desse semanário de informação geral teve lugar nas instalações do Instituto Nacional de Estudo e Pesquisa (INEP) e foi presidida conjuntamente pelos ministros da Educação e da Comunicação Social.

A iniciativa visa oferecer ao mundo académico e científico um instrumento de pesquisa e investigação nos seus estudos, assim como expor aos guineenses a historia do passado e do presente.

No discurso de abertura, o ministro da Comunicação Social, Fernando Mendonça, felicitou a direção do jornal Nô Pintcha e todas as instituições que se envolveram na conversão do arquivo físico para o mundo electrónico.

Segundo Mendonça, a ideia é de tirar o jornal no desconhecimento e levá-lo para um outro campo de saber.

Para o ministro da Educação Nacional, Cirilo Mama Saliu Djaló, o evento simboliza uma aposta na digitalização do “riquíssimo arquivo” e o mais antigo semanário público, que se tornou na maior rede de comunicação da Guiné-Bissau, após a independência.

Disse que a digitalização é evidentemente o meio, por excelência, de preservação ao longo prazo e de divulgação ampla do património documental.

Alfredo Saminanco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *