ADPP apoia recuperação de escolas e habitações na Região de Oio

A Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo da Guiné-Bissau (ADPP-GB), através da comissão de gstão do fundo de contrapartida das suas atividades comerciais, procedeu no dia 23 do corrente mês à entrega de materiais às escolas e habitações danificadas pelo mau tempo nos diferentes setores que compõem a Região de Oio, nomeadamente em Nhacra, Mansoa, Farim e Bissorã.

A entrega dos materiais foi feita em diferentes locais e na presença de autoridades locais, representantes das escolas e familiares de vítimas do mau tempo.

O donativo era composto de 1.059 folhas de zinco, 13 caixas de pregos, quatro caixas de parafusos e 30 sacos de cimento. A escola de Nhacra beneficiou de 155 chapas de zinco e três caixas de pregos; a de Farim beneficiou de 160 folhas de zinco e três caixas de pregos; em Mansoa, mais concretamente em Cutia, a organização doou 30 sacos de cimento para a associação de Mandigará e o resto de materiais foi entregue aos responsáveis das escolas e habitações vítimas de mau tempo em Bissorã.

Na ocasião, Raina Muna N´Teck Danfa, em representação do Governo, disse que a ADPP é um parceiro incontornável e representante do Estado junto das comunidades, pelo que as suas ações vão ao encontro da política de luta contra a pobreza e desenvolvimento social do Governo.

Por outro lado, exortou as outras organizações para seguirem o exemplo da ADPP, dando mão às pessoas necessitadas como forma de combater a pobreza. Aos beneficiários pediu para que sejam dinâmicos na recuperação das infraestruturas ora danificadas pela chuva, principalmente as escolas, tendo em conta o início das aulas no país. 

Por sua vez, Armando João da Silva, em nome da ADPP, disse que recolheram uma lista enorme de escolas que sofreram danificações provocadas por fortes ventos e chuvas que fustigaram a referida região.

Por outro lado, Armando João da Silva lembrou que não foi a primeira vez que a organização que representa tem gestos do género. Também no quadro da luta contra a covid-19, distribuíram materiais e quatro toneladas de roupas para as vítimas do coronavírus na região sanitária de Oio.

Por seu turno, Félix Correia Landim, administrador do Setor de Mansoa, realçou a pertinência e a importância do apoio, sobretudo às escolas, neste período crucial de início de aulas. Em relação ao mau tempo dos últimos dias, lançou um apelo ao Governo e às outras organizações não governamentais no sentido de seguirem o exemplo da ADPP, porque ainda há escolas e famílias cujas habitações foram fortemente atingidas pelos temporais mas que nunca beneficiaram de qualquer apoio.

Bacar Seide, diretor regional da Educação de Oio, realçou a pertinência e agradeceu o apoio da ADPP, salientando a importância do gesto neste início do no escolar, numa altura em que aproxima o início das aulas no país. Lamentou as dificuldades por que passa o setor educativo, em particular no interior, que estão a necessitar de apoio de organizações como a ADPP.

Em nome da comunidade, Fanta Baldé, uma das beneficiárias em Cutia, agradeceu o apoio e realçou que a ADPP está sempre perto das comunidades, pelo que considerou o gesto da organização de solidariedade familiar e assegurou que o uso do donativo será imediato tendo em conta a urgência deste momento.

Texto e foto: Nelinho N´Tanhá

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *